6 de julho de 2008

Um Deus concebível pela mente humana seria menor do que a própria mente

Ricardo Gondim

Um Deus que se submetesse a uma dissecação teológica, filosófica ou argumentativa não seria Deus. A mente humana não consegue sair das margens do conhecimento espiritual. Deus reside no infinito oceano da eternidade. Seu trono foi estabelecido bilhões de quilômetros depois da última galáxia, lá nos confins do universo. Mesmo que a luz, com sua incrível velocidade, percorresse eternamente a extensão do cosmo, mesmo assim, não chegaria até a morada do Altíssimo.

Teologia não estuda a anatomia espiritual de Deus; não consegue torná-lo compreensível; não o revela e nem o torna palatável. Um Deus concebível pela mente humana seria menor do que a própria mente, já que conseguiu abarcá-lo. Esse deus seria, portanto, o resultado dos raciocínios, ou seja, um ídolo.

"Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou." (João 1:18)

Ilustração:Rembrandt, A lição de anatomia do Dr Nicolas Tulp, 1632, Haia

3 comentários:

Sammis Reachers disse...

O texto 'Celebro: Deus conhece minha natureza...' é muito verdadeiro e edificante, e encerra uma informação ou conhecimento fundamental para entendermos a batalha que vivemos.

Parabéns pelo blog, muito bom.

Mantenho também alguns blogs, e caso o irmão queira trocar links, por favor entre em contato.

Os endereços:
http://arsenaldocrente.blogspot.com
http://veredasmissionarias.blogspot.com
http://poesiaevanglica.blogspot.com

Que Deus continue a lhe abençoar e usar, em nome de Jesus.

Um abraço do irmão Sammis

Elias Aguiar disse...

Olá, Paulo! Graça e Paz.

Obrigado pelas cordiais palavras
e pela visita ao blog.

Obrigado também por compartilhar
e indicar, no Sinergismo, textos
que nos levam à reflexão.

Um abraço fraterno,
Elias Aguiar

Faculdade Teológica disse...

Que Deus continue abençoando seu trabalho e nos edificando com seus post Fica Na Paz!!!!
Abs!
Faculdade Teológica