10 de setembro de 2009

Substituíram a liberdade e a simplicidade

Emilio Conde (1918-1971) in Igreja Sem Brilho

Muitos cristãos, em nossos dias, pensam que Deus é a igreja: Prestam mais reverência aos estatutos de uma igreja, do que a ordem estabelecida na Palavra de Deus. Substituíram a liberdade e a simplicidade, por ordens convencionais que mais se assemelham a grilhões do que laços de amor. Em lugar da pregação simples, sincera e prática, apresentam sermões ou discursos rendilhados de frases vistosas, mas ocas; levam para o púlpito homilias sem as características espirituais que ornavam as mensagens dos primeiros cristãos; adornam suas práticas com figuras de retórica que o intelecto sugere; entretanto, as suas palavras estão longe de serem expressão do viver daquele que as profere. São um meio, apenas, de agradar os ouvidos sem conquistar os corações.

2 comentários:

Laudicéia Mendes disse...

Interessante questão.
Grande é o prejuízo em agradar ouvidos sem conquistar corações,quanto o " advogar idéias, sem edificar pessoas",que tanto procede na blogosfera.
Gosto da perspicácia da tua escrita.
Deus abençoe sempre!

Marcos Wandré disse...

Graça e Paz, Pr. Paulo

Belo texto!! Seu blog está cada vez melhor!

O que mais precisamos atualmente, na igreja evangélica brasileira, por incrível que pareça, é que o Evangelho volte a ser pregado!!

Quando ele é pregado, há transformação interior! Há nova vida!

Um abração!